Os Melhores Combates de 2016: Fevereiro





Sejam bem-vindos de voltar a este espaço mensal do Ringside Wrestling. onde vamos passar em revista o que de melhor se fez no mundo do Wrestling em cada mês que passou, através de um novo projeto que estamos a desenvolver no Fórum de Pro Wrestling.

Ao longo de cada mês temos aberto um post onde qualquer membro pode nomear combates desse mês (ou de meses anteriores mas cujos vídeos apenas tenham saído mais tarde) que considere acima da média, classificando-o numa escala de 0 a 10, justificando a sua nomeação. Depois os outros membros que assistiram aos combates nomeados deixam também as suas avaliações. No final do mês, é feita uma média de todas as pontuações obtidas, e chegamos assim a um Top 10 daqueles que foram considerados como os melhores combates do mês! Pode parecer confuso, mas não é.


As avaliações estão abertas todo o mês, por isso podem já passar pelo nosso Fórum e deixar as vossas nomeações e avaliações para o mês de Março, de forma a ajudar-nos a tornar esta lista ainda mais completa!


Sem mais demoras, vamos ao que interessa. Junto ao vídeo de cada combate podem ler uma pequena review daquilo que faz que essa contenda seja merecedora de estar neste Top, escritas por alguns membros do nosso Fórum: André Ribeiro, Marco Paz, Chó e o Ivaldo Azevedo, também dono do Ringside Wrestling.

Neste Top 10 incluem-se combates de seis companhias diferentes, da WWE à NJPW, passando pela ROH, PWG, CZW e PROGRESS. Este mês temos vários lutadores a fazerem parte de mais do que um combate deste Top, incluindo dois nomes (não vou revelar já quem) que fazem parte de três dos dez melhores combates do mês!



10º lugar
8.13 pontos
NJPW The New Beginning in Niigata
14 de Fevereiro de 2016
IWGP Junior Heavyweight Championship
KUSHIDA (c) vs. BUSHI

Combate bastante entretido. Gostei da forma como promoveram o BUSHI para este combate, fizeram dele um adversário credível e criaram a possibilidade de uma vitoria sua. O combate em si foi bom, começou devagar mas ganhou um bom ritmo depois da interferências dos Ingobernables. Ambos lutadores tiveram uma boa performance e deram um combate ao nível de main-event. (Nota: Curiosamente, pelo segundo mês consecutivo é um combate pelo IWGP Junior Heavyweight Championship que abre o nosso Top 10!)

Ivaldo Azevedo

9º lugar
8.30 pontos
CZW Seventeen
13 de Fevereiro de 2016
Sami Callihan vs. Mike Bailey

]Na minha modesta opinião, este é o melhor singles match do Sami Callihan desde que saiu da WWE. Curiosamente enfrenta alguém que demorei a gostar: "Speedball" Mike Bailey, que é o de Karate Kid do Wrestling, mas ao mesmo tempo é um dos lutadores mais promissores dos últimos anos do circuito independente e um wrestler legitimo devido ao seu background. Eu gosto de pensar nele como uma versão simpática do Low Ki.

Ambos os lutadores estiveram empenhados em dar um dos melhores combates da noite e isso resultou num combate recheado de momentos stiff e grandes spots. Ambos os lutadores querem provar-se como o wrestler mais duro e como tal é vendida a ideia que estão a superiorizar-se à dor como aconteceu nos kickouts ou até no finishing.

No post-match temos Sami Callihan a mostrar o seu respeito por Mike Bailey e mais uma vez Gresham a aparecer no final de um dos combates do Callihan Death Machine.

André Ribeiro



8º lugar
8.34 pontos
ROH 14th Anniversary Show
26 de Fevereiro de 2016

NEVER Openweight Six-Man Tag Team Championship
Kenny Omega, Matt Jackson & Nick Jackson (c) vs. ACH, Matt Sydal & KUSHIDA

O público esteve em grande nas entradas dos Young Bucks e do próprio Kushida, mas Kenny Omega foi a grande estrela do combate! Em termos de psicologia, não achei que o combate fosse grande coisa, mas quanto a ação dentro e fora do ringue foi do melhor da noite! O ritmo da contenda foi sempre alto com os YB e ACH a ficarem encarregues de alguns dos melhores spots da noite, enquanto Kenny Omega assumiu mais uma vez a posição de "Cleaner" fazendo jus ao significado da vassoura que carregou durante a sua entrada. Quanto ao japonês KUSHIDA, foi o elo mais fraco da sua equipa na minha opinião, até porque Matt Sydal executou na perfeição o seu papel. Os últimos minutos do combate são frenéticos naquilo que foi um autêntico spotfest que deixou os fãs a pedir por mais quando o árbitro deu por terminado este duelo pelo NEVER Openweight Six Man Tag Team Championship.

Chó



7º lugar
8.43 pontos
PROGRESS Chapter 26: Unknown Pleasures
14 de Fevereiro de 2016

PROGRESS Wrestling Championship
Marty Scurll (c) vs. Mark Haskins

Assim como tinha acontecido com Will Ospreay, aqui também temos Mark Haskins a ser a primeira pessoa a desafiar Scurll pelo título. Haskins tem sido dos wrestlers mais consistentes em todo o Reino Unido, dando grandes combates contra pessoas como Tommaso Ciampa, Davey Richards ou Will Ospreay, nos últimos meses. Este combate com Scurll é também ele um bom combate e Scurll, sendo o grande heel que é, esteve bastante bem durante este a conseguir o heat necessário nos momentos necessários.

Marty aproveitou a lesão de Haskins no ombro para explora-la e abrandar o combate muitas vezes, construindo também assim o seu chickenwing. Foi um combate tecnicamente muito bom, bastante bem construído começando mais lentamente e acelerando mais pro final. Bastante consistente, com uma história bem contada no ringue com o Haskins a ser o underdog. O post match foi fantástico, o Scurll a ser um heel tremendo, algo diz-me que esta rivalidade não vai ficar por aqui.

Marco Paz



6º lugar
8.46 pontos
WWE Fastlane
21 de Fevereiro de 2016

Number One Contender's Match
Roman Reigns vs. Dean Ambrose vs. Brock Lesnar

Pelo segundo ano consecutivo, a WWE conseguiu apresentar um Triple Threat Match com uma qualidade bastante boa e que contou com um nome em comum nos dois combates: Brock Lesnar! E podemos começar por falar em como o homem de Paul Heyman continuou a ser peça fulcral destes combates! No entanto, a irmandade entre Ambrose e Reigns funcionou de forma mais eficaz até ao inevitável confronto entre os dois, algo que foi muito bem trabalhado e certamente agradou aos fãs quando os primeiros murros foram trocados entre os ex-Shield.

Dean Ambrose esteve muito bem ao usar as regras do combate em seu favor e deu numa de "Lunatic Fringe" mostrando a todos que não estava no combate só para receber um possível pin dos outros dois, mas para o tentar vencer!

Este é sem dúvida um dos melhores combates da WWE no presente ano e poderá mesmo ser um dos listados num Top 10 em Dezembro.

Chó



5º lugar
8.52 pontos
PWG All Star Weekend 11, Day 1
11 de Dezembro de 2015
Kenny Omega vs. Mike Bailey

Quando anunciaram este combate, eu tinha as minhas dúvidas. Por um lado tinhas o Kenny Omega, um dos melhores lutadores da actualidade e uma das caras da New Japan Pro Wrestling, um lutador que tem vindo a provar o seu valor nos últimos tempos e tem abalado o mundo do wrestling. Por outro lado, está o Mike Bailey, um lutador que, apesar de reconhecer que tem talento, não sou o maior fã dele. Acho-o tão genérico, tão sem sal e tão sloopy, que dificilmente vou ficar agradado com alguma coisa que ele faça. Mas, incrivelmente, não foi o que aconteceu aqui. Estes dois conseguiram dar um dos melhores combates deste All Star Weekend num combate que acabou por ter de tudo: Teve comédia, teve partes mais técnicas, teve partes mais stiffs e teve psicologia.

Os dois lutadores conseguiram contar uma história brutal, com os dois a atingirem os finishers duas vezes e a não conseguirem derrotar o adversário. Bailey ainda atingiu o finisher uma terceira vez, mas Omega consegue safar-se e ele conecta o seu One Winged Angel para ganhar. Combate lindo e dos melhores combates destes dois lutadores em todo o ano de 2015.

CChris

4º lugar
8.80 pontos


NJPW The New Beginning in Niigata
14 de Fevereiro de 2016

IWGP Intercontinental Championship
Kenny Omega vs. Hiroshi Tanahashi


Hiroshi Tanahashi é o wrestler mais consistente da NJPW e é alguém que nunca falha nos grandes combates. Depois há Kenny Omega, o novo líder do Bullet Club. Em 2016, em toda a industria do wrestling não há ninguém como Omega, que está a dar tudo para poder que merece dar o salto e ser um Main Eventer.

Este é um combate em que o IWGP Intercontinental Championship está em jogo depois de Shinsuke Nakamura deixar a companhia, sendo um confronto se destaca pela selling, drama e emoção gerada. Hiroshi Tanahashi está lesionado e Kenny Omega vendeu aqui como ninguém, chegando ao ponto em que sentia-se que ele estava a executar os golpes aleijado. Há também lugar para homenagens a AJ Styles e a Shinsuke Nakamura, interferências que ajudaram a tornar o combate mais memorável - mas acima, de tudo é um Main Event no qual uma estrela ascende a um patamar que ainda não tinha atingido. Um combate inesquecível e o ponto mais alto da carreira do "Cleaner".

André Ribeiro

3º lugar
9.10 pontos
PWG All Star Weekend 11, Day 2
12 de Dezembro de 2015

Guerilla Warfare Match
Candice LeRae, Chris Hero, Joey Ryan & Mike Bailey vs. Adam Cole, Matt Jackson, Nick Jackson & Roderick Strong

Os Mount Rushmore 2.0 dominam a Pro Wrestling Guerrilla, têm todos os títulos e fazem aquilo que querem, quando querem. Na última noite, Adam Cole fez o seu regresso à PWG juntando-se assim à facção e ao mesmo tempo substituiu Super Dragon nesta batalha épica contra as figuras principais da companhia.

Mesmo com pouco espaço, "oito" lutadores conseguiram fazer deste combate uma guerra épica, recheada de momentos espectaculares. É um combate que está recheado de pequenas histórias, como o pénis do Joey Ryan, os Mount Rushmore a destruírem os babyfaces e os elementos do staff um por um, um regresso lendário de alguém que perdeu o titulo para Roderick Strong e ao mesmo tempo têm Adam Cole como nemesis. Por vezes, sente-se que é algo um pouco "overkill" sendo que por vezes o público estava quase a ficar exausto, mas é inegável que no final toda a gente em Reseda estavam maravilhados com aquilo que acabaram de assistir.

André Ribeiro



2º lugar
9.26 pontos
NJPW The New Beginning in Osaka
11 de Fevereiro de 2016

NEVER Openweight Championship
Katsuyori Shibata (c) vs. Tomohiro Ishii

Combate Insano! Assim como no Wrestle Kingdom, só que melhor. Esses dois venderam um combate de uma forma que em alguns momentos parecia que eles estavam se agredindo realmente. Eu realmente poderia passar um dia inteiro vendo os dois lutarem. A vontade que os dois demonstraram em ringue é impressionante, acaba trazendo uma certa beleza a todos os socos, pontapés e cotoveladas. Podemos classificar esse combate como um dos melhores exemplos do que é o Strong Style.

Ivaldo Azevedo



1º lugar
9.44 pontos
PROGRESS Chapter 25: Chat Shit Get Banged
24 de Janeiro de 2016

PROGRESS Wrestling Championship - No Disqualification Match
Will Ospreay (c) vs. Marty Scurll

Ospreay e Scurll têm feito as delicias dos fãs britânicos no ultimo ano, estando em rivalidade por toda a parte do Reino Unido. Um ano de grandes combates que parecia ter atingido o seu pique de qualidade no mês de Janeiro quando estes dois enfrentaram-se num evento da Revolution Pro Wrestling, naquele que foi o combate da noite onde, nesse card, também havia o último combate de AJ Styles nas indys, logo contra Zack Sabre Jr.

Se em Janeiro estes dois tiveram um combate técnico épico que já é candidato a combate do ano, este aqui, sem grande diferença de qualidade, acaba por ser um combate bastante diferente. Scurll e Ospreay optam por dar um combate com muitos mais spots e momentos de alta emoção, um combate algo overbooked mas uma delicia para os olhos dos fãs. Estes dois têm vindo a provar que podem muito bem ser um dos melhores pares de rivais do mundo atualmente. Scrull tem aqui o culminar do seu heel turn, depois de ser uma das personagens mais adoradas da companhia desde que esta abriu portas, Scurll teve sempre a pouco de conquistar o titulo e este combate é o decisivo para Marty. Ospreay entrega tudo aqui num combate bastante pessoal para este, visto que Scurll tentou partir o seu braço.

É um excelente combate e sem dúvida na corrida para combate do ano.

Marco Paz


Concordam na generalidade com este Top? Foi Ospreay vs. Scrull também o vosso combate favorito do mês?


Por este mês é tudo. Não se esqueçam de dar a vossa contribuição para este espaço através das vossas avaliações aos melhores combates de Março (e já temos grandes candidatos!). Para tal basta passaram neste link. No próximo mês estarei de volta com os resultados dos vossos votos!

Compartilhe

Veja Também

Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »